domingo, 28 de maio de 2017

'IDE E FAZEIS DISCÍPULOS MEUS TODOS OS POVOS'

Páginas do Evangelho - Festa Litúrgica da Ascensão do Senhor



Antes de subir aos Céus, Jesus manifesta a seus discípulos (de ontem e de sempre) as bases do verdadeiro apostolado cristão, a ser levado a todos os povos e nações: 'Toda a autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei! (Mt 28, 18 - 20). Ratificando as mensagens proféticas do Antigo Testamento, Nosso Senhor imprime diretamente no coração humano os sinais da fé sobrenatural e da esperança definitiva na Boa Nova do Evangelho, que nasce, se transcende e se propaga com a Igreja de Cristo na terra.

Antes de subir aos Céus, Jesus nos fez testemunhas da esperança: 'Vós sereis testemunhas de tudo isso' (Lc 24, 48). Pela ação de Pentecostes, pela efusão do Espírito Santo, pela manifestação da 'Força do Alto', os apóstolos tornar-se-iam instrumentos da graça e da conversão de muitos povos e nações. Na mesma certeza, somos continuadores dessa aliança de Deus com os homens, na missão de semear a Boa Nova do Evangelho nos terrenos áridos da humanidade pecadora para depois colher, a cem por um, os frutos da redenção nos campos eternos da glória. Como missionários da graça, 'Que ele abra o vosso coração à sua luz, para que saibais qual a esperança que o seu chamamento vos dá, qual a riqueza da glória que está na vossa herança com os santos' (Ef 1, 18).

E a sua derradeira proclamação aos discípulos é a sua promessa de estar sempre junto aos homens de todos os tempos, até a consumação dos séculos: 'Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim do mundo' (Mt 28, 20). Promessa que tem, para nós, membros do seu Corpo Vivo, que é a Santa Igreja, a dimensão de uma vitória antecipada, na feliz esperança de sermos partícipes de sua glória.

E Jesus se eleva diante dos seus discípulos e sobe para os Céus. Jesus vai primeiro porque é o Caminho e para preparar para cada um de nós 'as muitas moradas da casa do Pai'. Na solenidade da Ascensão do Senhor, a Igreja comemora a glorificação final de Jesus Cristo na terra, como o Filho de Deus Vivo e, ao mesmo tempo, imprime na nossa alma o legado cristão que nos tornou, neste dia, testemunhas da esperança eterna em Cristo e herdeiros dos Céus.

sábado, 27 de maio de 2017

VERSUS: 2017 X 1517 X 1717 X 1917 X 1967


500 anos da Reforma Protestante (1517 - 2017)

Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero publicou, nas portas da Igreja de Wittenberg, as suas 95 teses contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica. Esse fato é considerado como o início da Reforma Protestante, que deu origem ao protestantismo e ao grande Cisma da Igreja do Ocidente.

300 anos de fundação da Maçonaria Moderna (1717 - 2017)

Em 7 de fevereiro de 1717, Jean-Theophile Desaguliers reuniu quatro Lojas de Londres para traçar planos referentes à alteração da estrutura maçônica. Alguns meses mais tarde, em 24 de junho de 1717, foi criada a primeira grande Loja Maçônica e eleito o nobre Anthony Sayer para Grão-Mestre dos Maçons, evento que caracteriza o nascimento da Maçonaria Moderna. Nesta reorientação estrutural, a reforma maçônica eliminou quaisquer referências católicas previamente existentes no âmbito da instituição, como se constata nas diretrizes da primeira constituição maçônica aprovada após a fundação da primeira Grande Loja:

'Todo maçom é obrigado, em virtude de seu título, a obedecer a lei moral. E como compreende bem a Arte, ele jamais será nem um ateu estúpido nem um ímpio libertino. Da mesma maneira que, nos tempos passados, os maçons eram obrigados, em cada país, a professar a religião de sua pátria ou nação, qualquer que ela fosse, nos tempos atuais nos pareceu mais adequado não obrigar além dessa religião na qual todos os homens estão de acordo, deixando cada um livre para ter sua opinião própria'.

100 anos da Revolução Russa (1917 - 2017)

Em fevereiro de 1917 (março de 1917, pelo calendário ocidental), um movimento revolucionário levou à derrocada da autocracia do czar Nicolau II da Rússia, estabelecendo a implantação de uma república de natureza liberal. Em outubro de 1917 (novembro de 1917, pelo calendário ocidental), a revolução foi consolidada sob a forma de um governo socialista, com a ascensão ao poder do Partido Bolchevique, liderado por Vladimir Lênin.

Sob o comando de Lênin, a Igreja e Estado perderam seus antigos vínculos e a liberdade religiosa foi instituída, sendo então incentivadas todas as ações que promovessem a disseminação do pensamento materialista e ateísta. Várias igrejas foram depredadas, dezenas de clérigos foram presos ou executados e as datas e os eventos religiosos foram suprimidos ou considerados ilegais.

50 anos da Revolução Sexual (1967 - 2017)

Em meados dos anos 60 do século passado, explodiu a revolução sexual que teve o seu auge com o woodstock, o movimento hippie e movimentos feministas, descaracterizando e conspurcando completamente a doutrina católica com os frutos podres da anticoncepção, do aborto, da pornografia, do homossexualismo e da ideologia do gênero. 


100 anos das Aparicões de Fátima (1917 - 2017)

'Os pecados que levam mais almas para o inferno são os pecados da carne... Hão de vir umas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor... As pessoas que servem a Deus não devem andar com a moda. A Igreja não tem modas. Nosso Senhor é sempre o mesmo'  (mensagens particulares de Jacinta)

'Se atenderem a meus pedidos, a Rússia converter-se-á e terão paz; se não, espalhará seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja' (mensagem de Nossa Senhora na aparição de 13 de julho de 1917)

'Ai dos que perseguem a Religião de Nosso Senhor!' (mensagens particulares de Jacinta)

'Continuem a rezar o terço todos os dias em honra de Nossa Senhora do Rosário para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque só Ela lhes poderá valer' (mensagem de Nossa Senhora na aparição de 13 de julho de 1917)

'Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará' (mensagem de Nossa Senhora na aparição de 13 de julho de 1917)

ORAÇÃO: AUGUSTA RAINHA E SENHORA DOS ANJOS


Em 1863, uma alma, habituada a experimentar as ternuras da Santíssima Virgem, foi subitamente como que tocada por um raio da Divina Claridade. Acreditou ver os demônios disseminados pela Terra, e causando horríveis estragos. Ao mesmo tempo elevou seu pensamento à Santíssima Virgem. Esta boa Mãe lhe teria dito que de fato os demônios estavam desencadeados no mundo e que era chegada a hora de invocá-la como Rainha dos Anjos, e de lhe pedir para enviar as Legiões Santas a fim de combater e aterrorizar as potências do inferno.

‒ 'Ó minha Mãe', disse então esta alma, 'Vós que sois tão boa, não podeis enviá-Las sem que Vo-lo peçamos?'

‒ 'Não', respondeu a Santíssima Virgem, 'a oração é uma condição posta pelo próprio Deus para aquisição das graças'. 

‒ 'Pois então, minha Mãe', tornou a alma, 'quereis Vós Mesma ensinar-me como é preciso pedir-Vos?'
E esta alma acreditou receber da Santíssima Virgem a seguinte oração: 

Augusta Rainha e Senhora dos Anjos

Augusta Rainha dos Céus * e Senhora dos Anjos * Vós que desde o princípio * recebestes de Deus * o poder e a missão * de esmagar a cabeça de satanás * nós vos pedimos humildemente * enviai vossas santas legiões * para que elas * sob vosso poder e vossas ordens * persigam os espíritos infernais * combatendo-os por toda a parte * confundam a sua audácia * e os precipitem no abismo! Ó boa e terna Mãe * Vós sereis sempre * o nosso amor e a nossa esperança! * Ó Mãe de Deus * enviai os santos Anjos * para nos defender * e repelir para longe de nós * o cruel inimigo! * Santos Anjos e Arcanjos, * defendei-nos e protegei-nos! Amém.

* Tornando-se depositário maior desta oração, o Pe. Luiz Eduardo Cestac, fundador da Congregação das Servas de Maria, na cidade de Anglet (França), foi o grande divulgador dessa oração, posteriormente aprovada por diversos bispos e outorgada, em 1908, com 300 dias de indulgência pelo Papa São Pio X. Que seja rezada muitas e muitas vezes pelos cristãos, conclamando piedosamente a intercessão da Mãe de Deus e Rainha dos Anjos em favor da Santa Igreja, do sacerdócio e de toda a humanidade.