quarta-feira, 8 de março de 2017

CAMPANHAS DA FRATERNIDADE NO BRASIL (I)

A Campanha da Fraternidade é uma iniciativa anual da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), desenvolvida durante o período da Quaresma e que teve início em 1964. De uma maneira geral, os objetivos permanentes das campanhas da fraternidade seriam os seguintes, conforme exposto num artigo de Dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre (RS) em 2015, no site do CNBB (cópia do português fiel ao texto explicativo):

(i) despertar o espírito comunitário e cristão no povo de Deus, comprometendo, em primeiro lugar, os cristãos na busca do bem comum;

(ii) educar para a vida em fraternidade, a partir da justiça e do amor; exigência central do Evangelho;

(iii)  renovar a consciência da responsabilidade de todos pela ação da Igreja na evangelização, na promoção humana, em vista de uma sociedade justa e solidária.

Nestes 54 anos da campanha, a abordagem dos temas pode ser dividida genericamente em três fases: a primeira, entre 1964 e 1972, considerando especificamente questões internas da própria Igreja; a segunda fase, entre 1973 e 1984, adotando como temas as grandes questões sociais do Brasil e a última fase, iniciada em 1985 e ainda enfatizada nas campanhas atuais, incorporando temas específicos das grandes questões sociais, ecológicas e ambientais voltadas ao povo brasileiro.

A partir de 2000, foram introduzidas adicionalmente as chamadas 'campanhas da fraternidade ecumênicas', em parceria com as denominações afiliadas ao Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), normalmente a cada cinco anos (foram realizadas 4 campanhas ecumênicas, nos anos de 2000, 2005, 2010 e 2016). Cada campanha é caracterizada por um tema geral (podendo ter outros objetivos específicos), um lema (comumente um versículo das Sagradas Escrituras), um cartaz e um hino. 

PRIMEIRA FASE: 1964 - 1972

A primeira fase da Campanha da Fraternidade pode ser dividida em dois períodos, o primeiro voltado à renovação da Igreja (campanhas de 1964 e 1965) e o segundo destinado à renovação do cristão (campanhas de 1966 a 1972), sempre de acordo com as prescrições firmadas previamente nos chamados Plano de Emergência e Plano da Pastoral de Conjunto, elaborados em 1962 pela CNBB. A CF pioneira foi regida pelos princípios de arrecadação de fundos para as atividades sociais da Igreja, conversão quaresmal e divulgação e aplicação das então recentes deliberações do Concílio Vaticano II, este efetivamente o evento de referência para a implementação das CF no Brasil . 

1. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1964


Tema: Igreja em Renovação


Lema: Lembre-se: você também é Igreja

Objetivo Geral: Lembrar todos os fiéis que eles são Igreja (fazer entender de modo prático e definitivo o erro de imaginar que a Igreja são só os Bispos e os Padres. Levar os fiéis a serem responsáveis pelas obras de apostolado e pelas obras sociais mantidas pela Igreja.


2. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1965


Tema: Paróquia em Renovação

Lema: Faça da sua paróquia uma comunidade de fé. Culto e Amor

Objetivo Geral: A Paróquia deve alimentar nossa fé. E, graças a Deus, alimenta: Pelo anúncio da Palavra de Deus (catequese, pregação, conferências). Pelo testemunho (há cristãos que nos fazem bem pelo esforço de caminhada na fé, na esperança e na caridade; pela aceitação da vontade divina, mesmo em horas terríveis da vida; por uma virtude simples, amável e larga).

3. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1966


Tema: Fraternidade

Lema: Somos responsáveis uns pelos outros.

Objetivo Geral: Reavivar nos fiéis a consciência de que são membros do Povo de Deus, co-responsáveis por toda a comunidade da Igreja local, diocesana, nacional e universal, e chamados a servir todos os homens, especialmente os pobres.


4. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1967



Tema: Corresponsabilidade

Lema: Somos todos irmãos – somos todos iguais

Objetivo Geral: reavivar nos fieis a consciência de que são membros do Povo de Deus, co-responsáveis por toda a comunidade da Igreja local, diocesana, nacional e universal. Todos são chamados a servir todos os homens, especialmente os pobres.


5. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1968


Tema: Doação

Lema: Crer com as mãos

Objetivo Geral: Conscientizar o maior número possível de pessoas para os ideais da campanha: o político, que compreenda que política é favorecer o Bem Comum; o sindicato, que assuma a promoção de sua classe; o patrão, que pague com alegria o justo salário; a família: que haja diálogo entre pais e filhos; a dona de casa, que trate a empregada como pessoa humana…

6. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1969



Tema: Descoberta

Lema: Para o outro o próximo é você!


Objetivo Geral: A promoção humana, a evangelização no sentido de explicitação da salvação em ato, a ação ecumênica, o aprofundamento catequético e teológico, a vivencia litúrgica, a unidade visível do Povo de Deus.

7. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1970



Tema: Participação


Lema: Ser Cristão é participar

Objetivo Geral: Fazer da CF uma prática extraordinária de pastoral de conjunto nos moldes propostos pelo Plano de Pastoral de Conjunto.




8. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1971




Tema: Reconciliação

Lema: Reconciliar

Objetivo Geral: Realizar um intenso movimento nacional de promoção humana, visitando a educação de base dos adultos analfabetos, a iniciar pela sua alfabetização.




9. CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 1972




Tema: Serviço e vocação

Lema: Descubra a felicidade de servir

Objetivo Geral: Motivar fortemente o povo a descobrir, na mentalidade de serviço, a mensagem da fraternidade como fonte de felicidade.