sábado, 30 de julho de 2016

BREVIÁRIO DIGITAL (XL) - ANNE DE BRETAGNE (I)

LIVRO DE ORAÇÕES DE ANNE DE BRETAGNE* (1477 - 1514) - PARTE I

* esposa de dois reis sucessivos da França, Charles VII e Luís XII


AUTORIA DAS ILUMINURAS: JEAN POYER 


I.1 - Santíssima Trindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo são representados por Poyer na forma de três homens jovens e de cabelos compridos, sentados no trono da Realeza Divina e carregando esferas encimadas por cruzes, que representam o mundo sob a tutela da redenção de Cristo. 


I.2 - A Anunciação: a Virgem Maria (sob uma concepção visual da própria Anne de Bretagne) recebe o anúncio do Anjo Gabriel. O mistério da Anunciação é revelado pela ação conjunta da Santíssima Trindade: Poyer retrata Deus Pai, segurando uma esfera e enviando o Menino Jesus que, carregando uma cruz, acompanha o Espírito Santo, representado em forma de pomba, em meios a raios dourados que são emitidos em direção à futura Mãe de Deus (iconografia clássica deste evento a partir do século XIV). A iluminura é acompanhada pela parte inicial da Ave Maria em latim, truncada pelo termo et, abreviatura de etcetera - 'e o resto'), em função da indisponibilidade do espaço na iluminura para o texto completo da oração. 


I.3 - O Apóstolo Pedro e o Profeta Jeremias: iluminura inicial de uma série de outras doze, que representam sempre a figura de um apóstolo, identificado sob um halo e um atributo específico, junto a um profeta do Antigo Testamento, segurando um rolo de pergaminho. A série começa com o apóstolo Pedro - o príncipe dos apóstolos -  e com o profeta Jeremias. As iluminuras são complementadas por partes do texto do Credo. A presença destes textos - raríssimos em livros medievais por se tratar de orações que todos os cristãos sabiam de cor - demonstra que a obra foi dirigida ao catecismo de uma criança (no caso, Charles-Orland (1492–1495), filho de Anne).



I.4 - O Apóstolo André e o Profeta Davi: o primeiro apóstolo chamado por Jesus é representado carregando uma cruz em forma de X, símbolo do seu martírio. Davi é representado com vestes luxuriantes, provavelmente representando a sua vida passada de pecado. A inscrição do rolo de pergaminho define os desígnios divinos sobre a sua pessoa (Sl 2, 7): D(omi)n(u)s dixit a(d) me filius  - Disse-me o Senhor: 'Tu és o meu filho'.


I.5 - O Apóstolo Tiago Maior e o Profeta Isaías: o apóstolo é representado como um peregrino tipificado com atributos típicos como chapéu, calçado, bordão e sacola. O profeta Isaías, assim como todos os demais profetas expostos nas iluminuras, carrega um rolo de pergaminho. Os dois personagens encontram-se representados como em um diálogo envolvendo elevadas reflexões teológicas.