sábado, 1 de fevereiro de 2014

O MILAGRE EUCARÍSTICO DE MORALEJA

Moraleja de Enmedio é uma pequena localidade de menos de 5000 habitantes, situada ao sul de Madrid, na Espanha. E foi nessa pequena localidade espanhola que aconteceu um dos mais extraordinários milagres eucarísticos dos tempos recentes.

Em 1935, o pároco local, Pe. Roberto Gracía Trejo, de grande santidade, manifestou com grande alegria, pouco antes de falecer, que 'via um milagre na igreja do lugar e muitos peregrinos vindo ver este milagre'. E o milagre realmente ocorreu, cerca de um ano depois, em 16 de julho de 1936, dois dias antes de explodir a Guerra Civil Espanhola. O então pároco local, Pe. Clemente Díaz Arévalo, sucessor do Pe. Gracía Trejo, celebrou uma missa à Virgem do Carmo nesta data, consagrando cerca de uma centena de hóstias, distribuídas aos fiéis. As poucas hóstias restantes foram colocadas no sacrário da igreja.

Temendo profanações e sacrilégios, e até pela própria vida, diante a chegada iminente dos milicianos, o pároco recolheu rapidamente o pequeno cibório, banhado em prata, contendo as hóstias consagradas. O cibório foi, então, escondido inicialmente em uma das casas da vila, depois enterrado por 70 dias no porão e posteriormente escondido num vão de uma viga de telhado de uma segunda casa, tendo que ser abandonado em seguida sob a ordem de evacuação do povoado. 

Com a chegada das tropas nacionais àquela região, os moradores puderam retornar às suas casas e, mais do que isso, recuperaram o cibório escondido no mesmo local. Embora o cibório estivesse todo oxidado e o pano que o cobria totalmente deteriorado, as hóstias permaneceram absolutamente intactas, mesmo em condições de umidade extrema e mesmo sendo o cibório não hermeticamente fechado. Com a chegada de dois sacerdotes à vila, estes contaram o número de hóstias consagradas: 24. Comungaram com duas delas e manifestaram o espanto de que elas pareciam novas. Levaram uma outra com eles, restando, portanto, 21 hóstias.

Desde a reconstrução do templo, estas hóstias, transferidas para um novo cibório maior, têm sido mantidas no sacrário da nova igreja, apresentando sempre o mesmo estado de 'hóstias novas'. Cinco delas foram usadas em cerimônias especiais na igreja ao longo dos anos e, assim, restam hoje 16 hóstias prontas para a comunhão e que, no entanto, foram consagradas em julho de 1936!
Os habitantes de Moraleja associam este fato extraordinário a uma proteção especial dos Céus ao povoado durante os tempos sangrentos da Guerra Civil Espanhola. Eles protegeram o Senhor e o Senhor os protegeu. Com efeito, nenhum habitante de Moraleja morreu por causa da guerra (1936 - 1939) que ceifou cerca de 300.000 vidas. Nenhum bombardeio aéreo afetou o povoado, embora muitas bombas tenham sido explodidas em suas vizinhanças. Durante a evacuação, as bombas lançadas contra os habitantes em retirada não explodiram. A igreja é extremamente cuidadosa nas confirmações de milagres mas, certamente, a profecia do Pe García Trejo se realizou no estupendo milagre eucarístico de Moraleja...